A Triumph e a DORNA, entidade que detém os direitos do MotoGP, celebraram um contrato que prevê o fornecimento de motores Triumph para a categoria Moto2. A partir da época de 2019 a Triumph fornecerá durante três anos o seu motor tricilíndrico de 765 cc de cilindrada para equipar todas as equipas que participam no Moto2.

Triumph_Moto2_002

Este motor baseado na mesma unidade que actualmente equipa a Street triple RS será preparado para competição e apresentará mais potência e binário.

Segundo Paul Stroud, Chief Commercial Officer da Triumph Motorcycles, “este é um momento muito especial para a Triumph que vem iniciar umn novo e entusiasmante capítulo do envolvimento de mais de 110 anos da marca com a competição, bem como uma forma de celebrar os sucessos dos nossos motores tricilíndricos no TT e na classe Supersport. Estamos confiantes de que teremos um longo e entusiasmante relacionamento com a DORNA, bem como com as equipas, os pilotos e os fãs do Moto2.”

Triumph_Moto2_004

Já Herve Poncharal, Presidente da IRTA, referiu que “o Moto2 é uma categoria essencial de fornecimento de talentos ao MotoGP. Temos visto que muitos dos pilotos de top do MotoGP vêm da classe intermédia. A chegada da Triumph na qualidade de fornecedor único de motores e com uma nova ECU, marcará o início de uma nova era na disciplina que voltará a ter um importante avanço na sua evolução, tornando-a a categoria principal para acesso ao MotoGP.”