Além de nos últimos anos ser sempre um candidato à vitória no Dakar, Paulo Gonçalves tem marcado as suas participações nesta prova pelo seu desportivismo face aos outros concorrentes, sendo sempre o primeiro disposto a ajudar mesmo em prejuízo dos seus resultados.

Na etapa de ontem, a quarta da edição deste ano, mais uma vez o piloto de Esposende provou o seu carácter e a cerca de 45 quilómetros da meta não hesitou para ajudar o australiano Toby Price, vencedor da edição do ano passado e piloto de uma equipa concorrente, que havia sofrido uma grave queda.

Sem pensar duas vezes Paulo Gonçalves parou a sua Honda para ajudar o australiano e segundo ele “esperei que viesse o helicóptero, acredito que me vão devolver o tempo em que estive parado. As corridas são muito mais que resultados quando estão em risco as nossas vidas. Estamos aqui para fazer o melhor possível, obviamente, é para isso que nos preparamos ao longo do ano, há participantes com objetivos maiores do que outros, mas primeiro está a nossa vida!”

O tempo de paragem foi restituído ao piloto nacional e deste lado continuamos a torcer por ele e pelos demais elementos da “armada portuguesa” que estão no Dakar, mas, como sempre, a vitória do desportivismo já é nossa graças mais uma vez à forma de estar na prova do Paulo Gonçalves que no meio de tanta competitividade fria continua completamente “fora da bolha”… e que assim continue!